Bruno Nunes é o candidato do CHEGA à Presidência da Câmara Municipal de Loures

PUB

Para quem acompanha mais de perto a atividade política no concelho de Loures, Bruno Nunes não é um desconhecido, quer pelas suas intervenções como deputado municipal, onde marcou sempre os debates, quer no contacto direto com as realidades e as pessoas no terreno, onde ganhou o reconhecimento popular pela sua frontalidade de por o dedo na ferida indo ao âmago das questões.

Foi assim na GESLOURES e nos SIMAR, foi assim na Habitação Social onde foi o catalisador da célebre reportagem da TVI sobre os Bairros Municipais e foi assim no “caso de estudo da Rua Bolama”.

Chegou a Loures como deputado independente pelo PPM, integrado numa coligação PPM/PSD e cedo se começou a destacar como uma voz diferente na Assembleia Municipal de Loures. Após a saída de André Ventura do PSD, resultante da vitória interna de Rui Rio e da sua linha em Loures, Bruno Nunes começou a liderar o espaço que, como acontece na política, têm tendência a ser rapidamente ocupados e, neste caso, a matriz André Ventura.

Da grande coincidência de pontos de vista e da proximidade que se acentuou com a saída de André Ventura do PSD, nasceu um projeto, primeiro “Basta” e depois “CHEGA”, que alicerçou a grande confiança mútua entre Bruno Nunes e André Ventura e que nos leva a afirmar que André Ventura nunca teria sido o que é sem Bruno Nunes e Bruno Nunes foi, desde o primeiro momento, o CHEGA em Loures.

PUB

Da Direita à Esquerda, Bruno Nunes conquistou o respeito e ultrapassou algum preconceito com a sua intervenção política. A sua forma de estar e a sua praxis política rapidamente desconstruiu a narrativa da adjetivação sem fundamentos – honra a palavra, fala do que sabe e bem documentado e isso, fez a diferença.

Não é suposto o CHEGA ter, nas Autárquicas/2021, a mesma percentagem de votos que obteve com a candidatura de André Ventura nas Presidenciais mas, como já escrevemos antes, o CHEGA em Loures, liderado por Bruno Nunes, vai acrescentar valor ao voto André Ventura/CHEGA e, no intervalo de 8% a 13%, teremos por certo um caso sério com a sua candidatura à Presidência da Câmara, onde é suposto pelo menos ser eleito Vereador, para além do grupo de deputados municipais que vai eleger.

Bruno Nunes, Candidato à Presidência da Câmara de Loures

Muitos ainda persistem, apesar dos sinais no terreno, em menosprezar o trabalho e a estrutura que suportam a ação política do CHEGA em Loures mas, o tempo e os votos contados nas urnas, vão surpreendê-los e, é minha convicção, que Bruno Nunes e os seus candidatos vão ter uma palavra a dizer no futuro das decisões dos Órgãos Municipais e no xadrez da gestão das Freguesias.

Se Loures podia passar sem o Bruno Nunes… podia, mas não era a mesma coisa.

– António Tavares

PUB IMDENTALCARE