Aquecem os Motores para as Autárquicas 2021 em Loures

PUB

A 6 meses das eleições, poucas dúvidas restarão sobre os partidos que vão disputar, para ganhar, as próximas Autárquicas em Loures e, ainda durante este mês de março, saberemos dos candidatos do PS e do Chega à Câmara de Loures enquanto que, por parte do PCP, se mantém a única aposta possível para tentar equilibrar as forças em presença.

Sendo certo que, sem Bernardino Soares, a derrota do PCP seria clamorosa, as obras eleitorais, com muitas primeiras pedras e corta-fitas que estão guardadas lá mais para junto da data das eleições, são o último trunfo da administração CDU para tentar alimentar a esperança de uma vitória que dificilmente conseguirá até porque para além do desgaste do Poder, a Oposição à Esquerda e à Direita não deixará de relevar os vários casos polémicos em que o Executivo de Bernardino esteve mergulhado ao longo destes 8 anos.

É na direita em Loures que estão as grandes novidades para estas Autárquicas de 2021 em Loures. A entrada do Chega para o convívio com os grandes, cujas projeções apontam para resultados no intervalo de 8% a 13% e, mesmo o Partido Iniciativa Liberal que em certas Freguesias como Moscavide/Portela poderá atingir os 5%, vão com certeza abalar o equilíbrio quer nos Órgãos, Câmara Municipal e Assembleia Municipal, quer também em certas Freguesias, o que poderá ditar resultados diferentes dos esperados.

A par dos novos partidos que agora concorrem pela primeira vez às Autárquicas em Loures, com destaque para o Chega, são previsíveis alguns anticiclones cuja alta pressão, por exemplo, em Loures ou na Portela poderão extravasar para além dessas Freguesias e ganhar eleitores fora desse circulo o que vem contribuir para baralhar um pouco mais as contas.

À direita em Loures, certo mesmo é que da coligação que durante muito tempo foi negociada pelo PSD com outros partidos ficou mesmo, apenas e só, o PSD e, sendo certo que o partido irá perder pelo menos um vereador e dois deputados municipais, a grande dúvida será até onde cairá o PSD em Loures.

Do CDS em Loures, que em tempos manteve negociações para integrar uma coligação com o PSD a par do PPM, espera-se que mantenha a sua base eleitoral e que eleja um deputado municipal, mas terá de empenhar-se a fundo porque a concorrência pelo IL e pelo Chega não lhe vai dar muito espaço para respirar.

Nos próximos dias serão anunciados os candidatos à Câmara Municipal, por parte do PS e do Chega e será o momento para voltarmos ao tema Autárquicas 2021 em Loures.

António Tavares / Diretor do “Notícias LX”

Editorial

PUB IMDENTALCARE